quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Contos: O mastro do filho da cozinheira.

         Sou de uma família bem tradicional de minha cidade em SP, meus pais sempre foram zelosos no que diz respeito a amizades, sempre convivemos com pessoas de nosso núcleo social, nunca foi permitido ter amizade com pessoas de classes inferiores (puro preconceito). As únicas pessoas de classes diferentes que convivíamos eram os empregados.
Temos uma cozinheira chamado Gorete, muito gente boa, trabalha em nossa casa há anos, meu pai decidiu que toda a família o acompanharia em uma viagem de negócios a Minas durante duas semanas e decidiu levar a cozinheira, ela por sua vez questionou se poderia levar seu filho (Marcelo), meu pai relutou mas permitiu.
Viajamos e quando chegamos lá ficou decido que dividiria o quarto com MARCELO, um rapaz de 18 anos na época, corpo meio definido, 1.90 de altura e uma cara de mau que eu quase gozei ao ver. Eu na época era meio gordinho como sou até hoje, porem tenho 25 e no tempo era mais novo.
Fiquei esperando ele ir tomar banho para espiar, ele foi e deixou a porta entreaberta, fiquei olhando e babando ele percebeu e saiu do banho, eu implorei para ele não contar pros meu pais ele disse que não contaria se eu fizesse tudo que ele mandasse, disse que tudo bem.
Ele meu deu um tapão na cara e me chamou de viado, mandou eu passar a mão em seu corpo e ver o quanto ele era gostoso, depois me deu uma surra literalmente, me bateu de sinta. Do nada ele tirou o pinto pra fora eu mandou eu chupar, não se chamo de pinto ou mastro tinha uns 23 cm e cheio de veias, eu obedeci e chupei como um louco, de repente ele mete a rola toda na minha garganta, me da ânsia de vomito, enjoo mas ele não tira, enquanto eu chupava ele cuspiu na minha cara disse que ela que mandava era ele e me deu vários tapas.


Marcelo me mandou ficar de 4 pra ele meter, meu cu não estava lubrificado, ele meteu de uma vez os 23 cm, vi estrelas chorei de dor, quase desmaiei, mas o tesão falou mais alto, ficamos de frango assado e ele começou um vai e vem louco e aquele mastro me arrombava ainda mais, até que gozei e sem por a mão no meu humilde pau de 19cm (que parecia minúsculo perto do mastro do filho da cozinheira). Quando ele viu que gozei me bateu e começou a colocar o dedão do pau no meu cu, nunca pensei que poderia ser dedado pelo pé e principalmente que iria gostar tanto. Ele me deu um surra de rola e quando coloquei a mão no meu cú esta sangrando, ele riu e mandou eu abrir a boca gozou como um cavalo e me mandou engolir. Eu engoli e ele confessou que sempre quis comer o meu cu, por se tratar de um riquinho mimado que andava de carro de luxo enquanto ele ralava. E que as porradas que ele me dava era de ódio pela vida oposta que tínhamos e por meu pai nunca ter deixado ele ir na minha casa.
Saimos do quarto e Marcelo contou tudo pra minha família(que já sabia da minha opção), meu pai mandou ele de volta pra sampa e demitiu a Gorete, mas anos depois Marcelo começou a trabalhar e ele readmitiu ela, hj ele é Analista financeiro na empresa e me come de vez enquanto.


11 comentários:

  1. que mlk fdp cara. Não sei como vc tem coragem de dar pra um cara tão sacana que nao respeita o segredo dos outros...
    Até parece que não tem tanta rola por ai... vai entender

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Além de mal escrito. se for verdade o cara é um palhaço e vc é um otario maior ainda por se sujeitar a isso;

      péssimo em todos os sentidos seu conto

      Excluir
  2. A falta de imaginação e organização de ideias foi tremenda.

    ResponderExcluir
  3. Totalmente sem noção... x-(

    ResponderExcluir
  4. Nossa que história sem graça porém interessante rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juro que não entendi nada do seu comentário...

      Excluir
  5. Esse conto foi chato.

    ResponderExcluir
  6. nossa a bixa sonhou legal hehehehe, jura q é verdade kkk, ta mal de criatividade em filho kkk

    ResponderExcluir
  7. O pior é o cara enfiar o dedo do pé no cu do outro,, quanta besteira heim!!

    ResponderExcluir
  8. eu quero um filho de cozinheira se tiver um adc eu ai no Whatssap 99 9202 6762 Rodrigo Paraense Facebook

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir