Seguidores

contatobigdotados@gmail.com

Envie seus contos, fotos, vídeos, críticas, sugestões, ou entre em contato para uma parceria com seu blog .

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Tesão de macho



Boy dotado.





Contos: O jardineiro dotado.

      Essa fato já me fez gozar muitas vezes sozinho em minha cama, agora espero que ela possa proporcionar o mesmo prazer a muitos que lerem este conto.Em um sábado meus pais viajaram e meu irmão estava trabalhando e só chegaria tarde da noite. No fim de tarde fui ao jardim e encontro com Yuri o jardineiro um negro com um belo bronzeado, muito bonito e gostoso, olhos castanho claro e com um corpo todo musculoso mas normal, sem exageros, de uns 35 anos, casado e trabalhava em casa para meu papai há uns 05 anos. Ele estava molhando as plantas quando chego perto dele para conversar, então peço a ele para molhar também. Numa brincadeira ele me molha todo, porém ao revidar a brincadeira eu também molho ele todo.
Quando a brincadeira acabou fomos para casa se secar, busquei uma toalha. Vendo aquele homem lindo e gostoso falo para ele, ate então brincando, que eu iria secá-lo. Com a maior naturalidade ele simplesmente diz que “está bom!” autorizando o meu pedido. Meio surpreso com a resposta não me fiz de rogado fui fazer o que tinha dito.
Primeiramente tiro sua camisa que estava toda molhada e começo a passar a toalha em seu peitoral, seus braços fortes e até em seu abdome alisando até a virilha ao ponto de sentir os seus pelinhos. Era perceptível que na realidade eu estava era acariciando-o, ele sabia o que estava acontecendo. Estava sendo um momento muito prazeroso estava ficando doido para morder aquele peitoral e lamber aquela bariguinha de tanquinho.
Engraçado que nunca imaginava que isso poderia acontecer, o Yuri no máximo era educado comigo, em nem um momento demonstrou que gostasse de homem (melhor dizendo de bichinhas). Eu já estava era acariciando o YURI e ele simplesmente só sorria e ficava olhando para mim.
Ajoelhado estava secando na sua virilha bem pertinho do seu pênis quando percebo o próprio a criar vida ficar duro que nem uma pedra. Com medo que ele não gostasse, mesmo assim, peço que ele tire a calça que estava toda molhada, novamente eu era surpreendido, YURI continuando com seu silencio e olhando para mim ele tira a calça ficando apenas com uma cueca branquinha mostrando todo o seu “dote” que já estava bem grande,
Sequei onde ainda está molhado, quando terminei o serviço sem pedir abaixo sua cueca até o tornozelo, comecei a chupar e lamber todo o seu ferro, enquanto me deliciava com aquilo tudo ele pos sua mão em minha cabeça fazendo com que eu engolisse toda sua rola, que não era tão pequena. Eu estava engasgando com aquela coisa toda na minha garganta. Enquanto eu trabalhava em seu pau ele gemia de puro prazer.
Com um grande desejo de me possuir ele me abraça por trás esfregando seu membro na tentativa de enfiar dentro de mim enquanto beijava e lambia meu pescoço e acariciava todo o meu corpo, não conseguindo resistir mais aos seus desejos ele me empurra fazendo com que me apoiasse no sofá ficando literalmente de quatro deixando meu cuzinho completamente exposto para ele.
YURI acariciou meu bumbum, modéstia aparte é muito bonitinho parece uma bundinha gostosa grande e redonda. Quase que eu gozava com as mordidas e lambidas que ele dava em mim, mas quando começou a lamber, lambuzar de saliva e enfiar sua língua bem no meio do meu cu me arrepiei todo e comecei a gemer com os seus dedos entrando e saindo de dentro de mim.
Depois de ter preparado a portinha ele começa a empurrar a cabeça que ardia um pouquinho, mas depois só foi sentindo prazer com aquilo tudo me rasgando todo. Ele me puxava para que enfiasse mais e apertava chamando-me de gostoso. Apreciando aquele momento com muitos gemidos e suspiros.

ELE me levanta e senta no sofá ainda com sua rola dentro do meu cu, pede para eu rebolar gostoso e foi o que fiz. Sem muita demora ele solta um grito de prazer e nesse momento sinto ter o cu preenchido por fortes jatos de porra.
Quase desmaiado YURIl com seu pau amolecendo dentro de mim fala ao pé do meu ouvido que essa foi a melhor transa que já teve que meu cuzinho era uma delicia e queria me comer outras vezes.
Levanto-me sorridente lasco um baita de um beijo nele e me despeço, a caminho do meu quarto passo o dedo no meu cu e sinto o leitinho escorrendo pela minha perna e só ficava imaginando quando seria a próxima vez. kkkkk

Gatos que acessam o Big Dotados: Boy delícia.













Olha o tamanho da surpresa...

video

Negaão socando até gozar



Negão pau cabeçudo.